Autoconhecimento

Desperte a sua consciência: transforme o racismo e preconceito


Quem nunca em algum momento da sua vida não foi discriminado ou rejeitado pela aparência e/ou credos? Responderia que todas as pessoas, afinal faz parte do nosso amadurecimento lidar com essas situações no nosso dia-a-dia. O que eu não consigo entender é por que mesmo sendo discriminadas, as pessoas discriminam as outras? Ou pior, por que um negro discrimina o próprio negro, ou a mulher discrimina a própria mulher? Exatamente essas reflexões que faremos neste artigo.

A falta de amor próprio, ou seja, o cuidado e admiração por si mesmo faz com que muitas pessoas construam suas realidades apenas pela percepção exterior, se descuidando do que ela pensa e sente.

O amor, a admiração, o  respeito e a aceitação acaba sendo buscado fora. Por distração e fascinação hipnótica a pessoa fica presa ao mundo exterior percebido pela mente e projetado pelos próprios pensamentos e sentimentos. Assim falsos paradigmas são construídos pelos mais “espertos” que querem dominar a coletividade.

A pessoa fascinada simplesmente esquece de ser para ter. Coloca o entendimento da própria existência em modelos mentais programados, e quando esse modelo é ameaçado, ela entra em desespero como se a própria existência estivesse sendo ameaçada. Por isso surgem vários conflitos, discriminações e guerras.

A pessoa só consegue amar aquilo que ela conhece, então como é possível a pessoa amá-la se ela não se olha e nem se percebe por dentro? Um negro que discrimina outro negro passa por problemas de aceitação e reconhecimento da própria identidade, assim perdendo a oportunidade de se apaixonar pela sua exclusividade, se aceitando como é sem se preocupar com a opinião de terceiros.

Despertar a sua consciência é olhar-se para dentro, ter boas percepções e sensações que te eleve e faça bem, até então nunca experimentado na sua vida. Assim aprenderá a se apaixonar por si mesmo, respeitando a diversidade alheia. Sem racismo e preconceito é que conseguiremos construir uma cultura de paz.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s